quinta-feira, 29 de março de 2012


SPRAY PARA IMPOTÊNCIA
spay-impotencia
Visão do Grupo de Andrologia e sexualidade:

Nosso tratamento com uso de sprays sublinguais é uma nova modalidade de tratamento clínico não invasivo, para casos de disfunção erétil, associados ou não à ejaculação precoce. É uma modalidade de tratamento nova e mais eficiente do que as atuais, na medida em que utiliza uma formulação e associação de substâncias mais eficazes, sem efeitos adversos.
Atualmente, o tratamento oral da disfunção erétil é feito com medicamentos chamados inibidores da fosfodiesterase 5 (sildenafil, tadalafil, vardenafil, lodenafil, injeções penianas). Esses medicamentos têm sua eficácia comprovada por diversos estudos e ensaios clínicos, sendo já de amplo conhecimento da comunidade científica mundial e aprovado por órgãos nacionais e internacionais fiscalizadores como a Anvisa e o FDA. São usados na forma de comprimidos ou cápsulas, por via oral.
Todavia, quando tomamos um comprimido (via oral), este geralmente só vai ser absorvido pelo organismo após passar por certos órgãos do aparelho digestivo. Neste processo, o medicamento ainda passa pelo fígado, onde até 90% do medicamente ingerido é metabolizado, ou seja, desperdiçado. Só então o medicamento entra na corrente sanguínea, e é distribuído pelo corpo.
Assim, para que 10 mg de um medicamento seja distribuído pelo corpo, o paciente tem que ingerir 100 mg da substância, dos quais 90 mg serão destruídos pelo fígado. Esse fenômeno, conhecido como “metabolismo de primeira passagem”, implica uma menor efetividade do tratamento e uma desnecessária sobrecarga do fígado, aumentando também os efeitos colaterais, uma vez que uma maior quantidade de medicação é ingerida.
Grande parte dos pacientes que fazem o tratamento convencional sentem efeitos colaterais devido à droga em excesso presentes nos comprimidos atuais e nas injeções. Cefaléias, rubores faciais, coriza, dores de estômago, taquicardia, distúrbios visuais, dores no pênis, entre outros, são efeitos indesejados muito comuns.
Esse excesso de drogas é desnecessária, principalmente em disfunções psicológicas, leves ou moderadas. Além disso, a via oral tradicional também sofre muitas alterações, dependendo dos alimentos ingeridos ou eventuais distúrbios gastro-intestinais do paciente.
Tendo em vista esta limitação no uso de medicamentos pela via oral – na qual ocorre perda de grande parte do princípio ativo – foi desenvolvida uma nova modalidade de administração desses medicamentos, a administração via spray. O spray, ao ser acionado, libera o medicamento na forma de milhões de micropartículas, as quais têm a capacidade de serem absorvidas diretamente pelos numerosos vasos sanguíneos e capilares presentes em toda mucosa interna da boca.
As mucosas das bochechas, do palato e principalmente a sublingual, por serem intensamente vascularizadas, são já bem conhecidas como vias de absorção de fármacos. O spray amplifica o grande potencial de absorção dessas vias, ao dispensar a medicação na forma de milhões de micropartículas, que tanto aumentam a superfície de contato do medicamento, quanto facilitam a penetração deste nos capilares (pequenos vasos sanguíneos). Ao penetrarem por estes capilares, a medicação cai diretamente na corrente sanguínea pelas veias jugulares e cavas superiores, indo diretamente ao coração de onde é bombeada para todos os locais em que atuará no organismo do paciente.
Evita-se assim o metabolismo de primeira passagem, preservando o medicamento absorvido quase que em sua totalidade. Usando-se menos princípio ativo, o tratamento torna-se mais tolerável e sem efeitos colaterais, atingindo-se o efeito desejado com doses de até 5% da dosagem convencional.
Além disso, por esta modalidade de absorção ser muito mais rápida, o fármaco inicia sua ação de promover a ereção muito mais rapidamente, além de não sofrer alterações com alimentos (que na via tradicional pode atrasar em até 4 horas o início de ação do remédio).
Cordialmente,
Equipe do Grupo de Andrologia e Sexualidade.
www.grupodeandrologia.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.