terça-feira, 17 de julho de 2012

Cientistas brasileiros criam spray para impotência!


Médico de Florianópolis lança inédito spray contra impotência sexual
Publicado em 28/06/2012 às 11:08:44


O Grupo de Andrologia é pioneiro no Brasil no uso da telemedicina contra disfunções sexuais, seja para mulheres ou homens, do qual o principal produto do grupo também é inédito: spray que melhora a potência sexual, prolonga o tempo de ejaculação e aumenta a libido. O spray libera micropartículas de fármacos, para absorção sublingual.
“Ele contém uma formulação específica para cada tipo de problema e é composto de substâncias que se potencializam entre si, como aminoácidos, oligoelementos, fitoterápicos, suplemetos anti-aging e fármacos em subdoses”, salienta Dr. Luis Henrique Leonardo, médico-diretor do grupo, que tem sede em Florianópolis e atende pacientes de todo Brasil.
O tratamento dura entre três e seis meses, embora alguns pacientes apresentem melhores nos primeiros trinta dias, aonde, na primeira semana, observa-se os primeiros resultados: o aumento da ereção. Segundo o profissional, o tratamento não tem efeitos colaterais significativos e sua eficácia é comprovada por centenas de pacientes, cujo tratamento é associado com exercícios, técnicas, orientações e dicas para melhorar a saúde como um todo. “O spray promove maior circulação sanguínea no pênis, que vai melhorando ao longo do tempo e a ereção vai se potencializando, conjuntamente com aumento de libido e potencialização do vigor sexual”, explica.
O tratamento é contínuo e deve ser acompanhado de práticas saudáveis, como exercício físico regular, alimentação e controle de peso. O médico salienta que na medicina não se pode afirmar cura total, pois as causas da disfunção erétil e ejaculação precoce são variadas. “Mas existe uma melhora sustentada, geralmente sem efeitos colaterais. É fato comprovado”, finaliza. As causas das disfunções são diversas como doenças (hipertensão,hipersensibilidade da glande, diabetes, coronariopatias, derrame, esclerose), uso de remédios, stress, cirurgias no abdômen e próstata, hormonais, entre outras. Portanto, o controle desses fatores é fundamental.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.